Captura de Tela 2022-07-01 às 15.37.45.png
gap_horizontal.png

Nossa História

linha.jpg
gap_horizontal.png

QUEM SOMOS

WhatsApp Image 2022-01-21 at 16.54.13.jpeg

O Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, é uma instituição destinada à memória, arte, cultura, acolhimento, valorização da vida, agenciamento e desenvolvimento de pesquisas envolvendo a comunidade LGBTQIA+ - contemplando a diversidade de siglas que constroem hoje o MDS – e seu reconhecimento pela sociedade brasileira.

 

Trata-se de um museu que nasce e vive a partir do diálogo com movimentos sociais LGBTQIA+, se propõe a discutir a diversidade sexual e tem, em sua trajetória, a luta pela dignidade humana e promoção por direitos, atuando como um aparelho cultural para fins de transformação social.

 

gap_horizontal.png
gap_horizontal.png

ATRIBUIÇÕES

o Museu da Diversidade Sexual tem as seguintes atribuições:


i. formação de acervo, divulgação e publicação de documentos, estudos, relatos, depoimentos e outros materiais referentes à memória e à história política, econômica, social e cultural da comunidade LGBT no Brasil;

 

ii. promoção e apoio a eventos culturais, cursos, conferências, palestras e pesquisas, com o objetivo de promover e divulgar a produção cultural relacionada com a diversidade sexual.”. (NR)

 

Decreto 63.375 de 04 de maio de2018

gap_vertical.png
gap_horizontal.png
gap_horizontal.png

INSTITUTO ODEON

Atualmente o Museu da Diversidade Sexual é gerido pelo Instituto Odeon, uma organização social que tem como missão promover gestão e produção cultural e artística de excelência, em diálogo com a educação, agregando valor público para a sociedade.

 

O Instituto Odeon é uma associação privada de caráter cultural, sem fins lucrativos, que tem a missão de promover a gestão e a produção cultural e artística de excelência, em diálogo com a educação, agregando valor público para a sociedade. O Instituto foi formado a partir de uma ampliação da Odeon Companhia Teatral, organização criada em 1998. Tendo sido qualificado como Organização Social (OS) no Rio de Janeiro, o Instituto Odeon tornou-se, em 2012, parceiro da Prefeitura da Cidade na gestão do Museu de Arte do Rio – MAR. Com a assinatura do contrato de gestão, a experiência da Odeon no segmento cultural passou a ser utilizada no gerenciamento de um dos equipamentos mais importantes na revitalização da área portuária da cidade. A parceria firmada entre a Prefeitura e o Instituto Odeon garantiu, em termos administrativos e conceituais, as condições necessárias para o pleno desenvolvimento do programa do Museu de Arte do Rio - MAR. O modelo de gestão primou pela agilidade dos processos, transparência e eficiência, contribuindo para a sustentabilidade e longevidade das transformações culturais trazidas pelo MAR.

 

Em 2020, encerramos a nossa trajetória à frente da gestão do MAR. Entretanto o Odeon continua à frente dos projetos culturais incentivados do museu, em uma parceria com a OEI – Organização dos Estados Íbero-Americanos, que assumiu o museu em janeiro de 2021. O Instituto Odeon garantirá a execução do plano de trabalho aprovado em leis de incentivo, sem qualquer alteração na programação planejada.

 

Reafirmamos nosso compromisso com o MAR e com a Cultura da Cidade do Rio de Janeiro, buscando excelência na execução, responsabilidade com o bem público e transparência em todas as atitudes. 

 

Ainda sobre a atuação em gestão de equipamentos culturais, o Instituto Odeon foi gestor do Theatro Municipal de São Paulo entre 2017 e 2020, por meio de um termo de colaboração junto ao município de São Paulo, Secretaria Municipal de Cultura e por intermédio da Fundação Theatro Municipal de São Paulo.


O objetivo foi a gestão dos corpos artísticos formados pela Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Coro Lírico Municipal de São Paulo, Balé da Cidade de São Paulo, Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo, Coral Paulistano e Orquestra Experimental de Repertório, da programação e pelos espaços do Theatro Municipal, da Central Técnica do Theatro Municipal e da Praça das Artes. 

 

Além dessas atuações, o Instituto Odeon realizou consultorias em gestão, sendo as principais com a Prefeitura de Porto Alegre, e ainda com o Governo do Estado de Pernambuco.

 

O Odeon esteve presente ainda em grandes projetos ligados ao setor público, como a Coordenação Geral do Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ-1999) por meio de um convênio com a Fundação Municipal de Cultura - um órgão ligado à Prefeitura Municipal de Belo Horizonte; e a criação e execução do Programa Valores de Minas (entre 2005 e 2010), entre outros. Nesse período, por meio de um convênio com o Serviço Voluntário Assistência Social (SERVAS), órgão ligado ao Governo do estado de Minas Gerais, o Odeon assumiu a Coordenação do Valores de Minas, programa que compreende a formação de jovens por meio de oficinas de arte (teatro, circo, música, dança e artes plásticas) - onde foram produzidos 5 espetáculos teatrais com estudantes da rede pública de Belo Horizonte/MG.

 

Saiba mais sobre o Instituo Odeon no site http://institutoodeon.org.br/

 

 

Equipe 

gap_horizontal.png

 

 

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

Governador do Estado de São Paulo
Rodrigo Garcia

 

Secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo
Sérgio Sá Leitão

 

Secretária Executiva
Cláudia Pedrozo

 

Chefe de Gabinete
Frederico Maia Mascarenhas

 

Coordenadora da Unidade de Preservação do Patrimônio Museilógico (UPPM)

Paula Paiva Ferreira

 

 

INSTITUTO ODEON

Diretor Presidente

Carlos Gradim

 

Diretoria de Operações e Finanças 

Roberta Kfuri

 

Diretoria de Equipamento
Marisa Bueno

 

Coordenação de Museologia e Acervo
Leonardo Vieira

 

Museologia
Leila Cristina Antero Cordeiro

 

Pesquisa
Valéria Chagas

 

Coordenação de Relações Institucionais e Projetos

Carolina Bittar

 

Recursos Humanos
Guilherme Galdino


Compras
Jeferson Rocha de Lima

 

Tecnologia da Informação
Bruna Ribeiro Lopes